Ambliopia

DRA. LUISA MOREIRA HOPKER
  • Ambliopia

    Ambliopia é a visão ruim em um dos olhos devido ao desenvolvimento visual anormal na infância. Ocorre porque o caminho entre o cérebro e o olho não foi corretamente estimulado. O olho aprende a ver as imagens borradas com o olho amblíope mesmo quando óculos são usados. O cérebro passa então a favorecer um olho em detrimento do outro.

    A ambliopia pode ocorrer devido ao Estrabismo, Anisometropia (diferença de grau entre um olho e outro) e privação visual (devido à catarata congênita, ptose, entre outros) O tratamento para ambliopia pode envolver o uso de óculos, tampão e Atropina.

    O tampão ou a Atropina são usados sempre no olho bom para colocar este em desvantagem e fazer o cérebro usar o olho ruim.

    Em geral o ideal é começar o tratamento antes dos 7 anos, quanto mais precoce maiores as chances de sucesso.

  • Problemas com Ambliopia? Marque uma consulta

  • Quais são as causas da ambliopia?

    Na visão normal, as imagens formadas em cada olho são reunidas pelo cérebro numa imagem única. Se cada olho formar uma imagem diferentemente focalizada, como ocorre no estrabismo ou nas grandes diferenças de graus entre os dois olhos, por exemplo, o cérebro descarta aquela oriunda do olho mais deficiente e, assim, o elimina, e dá preferência à outra. As causas mais comuns são  estrabismo, erros grosseiros de refração (grandes diferenças de grau entre os olhos) e as lesões oculares que impedem a entrada da luz. Ela é, portanto, um “desuso” da função visual.

    Quais são os sinais e sintomas da ambliopia?

    Como o olho bom assume a totalidade da visão, pode acontecer de ninguém notar que a criança não está enxergando bem de um dos olhos. Um dos sinais a ser observado é que um olho não se alinha com o outro (Estrabismo).

  • Como o médico diagnostica a ambliopia?

    O diagnóstico da ambliopia é realizado pelo médico oftalmologista medindo ou estimando a acuidade visual das crianças no consultório. Existem várias formas de se realizar esta avaliação. Em crianças pequenas que ainda não falam, pode ser medida a acuidade visual através do Teste de Teller (foto). Em crianças maiores é possível pedir para que reconheçam desenhos em uma tabela própria para a idade. E em crianças alfabetizadas, a medida se faz da mesma forma que em adultos, lendo as letras na tabela de Snellen.  A ambliopia ocorre quando há uma diferença de visão entre os dois olhos mesmo com a melhor correção (grau de óculos). A avaliação da refração (grau) dos olhos das crianças é realizada através do exame com a pupila dilatada com colírios e com o uso de lentes e um aparelho chamado retinoscópio.

    Como o médico trata a ambliopia?

    Em primeiro lugar deve-se corrigir a causa da ambliopia. A seguir, o tratamento clássico consiste em forçar o cérebro a acolher a imagem do olho (ou olhos) deficiente, ocluindo o olho bom de 2 a 6 horas por dia. Outro tratamento utilizado é o colírio de Atropina, que borra a visão do olho bom, forçando a criança a preferir usar o olho ruim.

    Como prevenir a ambliopia?

    A Ambliopia propriamente não pode ser prevenida, mas suas consequências podem ser reduzidas ou eliminadas pelo tratamento precoce.